A melhor data de venda no comércio varejista é o Natal. Dados da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) apontam que cerca de 119 milhões de brasileiros planejam presentear alguém nesta data, o que deve movimentar 60 bilhões de reais neste ano. Ainda segundo a pesquisa, o valor médio de gasto por brasileiro é de R$ 125.

Se por um lado tem quem queira comprar, por outro, tem quem queira vender. Essa mesma lógica vale para o mercado de permutas que em inúmeros produtos e serviços relacionados ao período natalino podem ser negociados sem o uso de dinheiro. Neste contexto, a plataforma digital de permutas multilaterais, X por Y, viabiliza que diversos compradores e vendedores façam negócios sem gastar reais. A X por Y trabalha com a moeda virtual X$, e cada unidade de X$ equivale a uma unidade em R$, isto é, X$ 1,00 = R$ 1,00.

O mercado corporativo investe na permuta multilateral, especialmente nesta época do ano, em que são organizadas confraternização com os colaboradores. É o caso da loja Ateliê da Construção. De acordo com o gerente da loja, Diogo Landim, a unidade adquiriu duas bicicletas adultas na plataforma XporY.com e como contrapartida, oferece materiais para construção civil, como tijolos, areia e telhas. “É bacana, porque você passa a sua mercadoria, sem precisar dispor de dinheiro. Pagamos com os nossos produtos”, afirma Diogo.

De maneira muito semelhante, o empresário do bar e restaurante Cerrado Cervejaria, Rafael Campos Carvalho, também oferece os serviços do estabelecimento na plataforma multilateral. Para este final de ano, Rafael aceita vouchers em X$ e, em troca, conhece novos clientes e fornecedores pelo site. “Com a chegada do final de ano, a procura pela permuta aumentou. Estamos fazendo confraternizações e eventos corporativos por meio da XpoY.com. A permuta é interessante, uma vez a pessoa que já é meu cliente traz outras pessoas que não são, ou seja, aumenta bastante a rotatividade”, afirma o empresário.

O diretor da plataforma, Rafael Barbosa, explica que essa é uma das infinitas formas de usar a moeda virtual que facilita a troca de produtos e serviços. “Esse ano já tivemos confraternizações fechadas através da plataforma para até 20 pessoas”, detalha. Atualmente são mais de 8.200 associados cadastrados, entre empresas e profissionais autônomos que oferecem uma infinidade de produtos e serviços.

Um diferencial da X por Y, é a ausência de custo na adesão, ou seja, os participantes não têm que pagar para entrar na rede e nem um valor mensal como manutenção. Com a X por Y, somente na hora de consumir, é que paga-se apenas uma taxa de 10% em reais sobre o valor da compra.

Quem negocia seu produto ou serviço na XporY.com tambem não paga nada, apenas de quem compra em X$ é que paga uma pequena taxa de 10%, referente o valor da oferta. Novos associados podem fazer adiantamentos em X$ e adquirir qualquer item na plataforma. O valor emprestado em moeda digital poderá ser pago à medida que o serviço ou produto ofertado for negociado. Caso o adiantamento não seja quitado em X$ no prazo de três meses, ele deverá ser pago em dinheiro. O cadastro pode ser feito pelo portal da X por Y, no aplicativo da plataforma ou mesmo na loja física da empresa.