Empresas desse setor não exigem que seu CPF esteja fora do cadastro em serviços de proteção de crédito. O grupo de gambira X por Y, por exemplo, oferece inclusive empréstimo em X$ (moeda virtual) para associado adquirir bens e serviços se o uso de dinheiro.

 

Segundo o mais recente levantamento do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas no mês de fevereiro deste ano o Brasil atingiu a marca de mais de 60 milhões de CPFs restritos, ou simplesmente, pessoas “com o nome sujo”.

 

“O problema de quem está com nome sujo é que a pessoa se vê, muitas vezes, sem saída para levantar recursos que possam normalizar sua situação financeira. Porque com restrições no nome ela não pode financiar um bem, um carro por exemplo, que possa lhe gerar uma renda extra. Essa pessoa, muitas vezes, tem dificuldades até com pequenas despesas como salão de beleza, combustível, supermercado, papelaria, coisas que normalmente pagamos com cartão de crédito, outro serviço financeiro o qual quem tem nome sujo não tem acesso”, explica Rafael Barbosa, especialista em economia colaborativa e diretor do grupo de gambira multilateral XporY.com.

 

Diante da falta de dinheiro ou da falta de acesso a serviços financeiros que possam trazer esse dinheiro, mesmo que seja para pagar depois, o mercado de permutas tem sido uma alternativa para quem está com restrições no CPF. Além de não exigirem o nome limpo para a pessoa se associar, os sistemas de permutas não envolvem transações em dinheiro e quem está negativado financeiramente pode economizar em pequenas despesas, e com isso negociar melhor sua dívida levantando recursos aos poucos, ou então, na base da troca, adquirir um bem que possa gerar renda.

 

Empréstimo em X$

 

Visando atender quem passa por um momento financeiro difícil e está com restrições no CPF, a XporY.com oferece o serviço de empréstimo em X$, moeda virtual que é utilizada pela plataforma de permutas multilaterais. De acordo com Rafael Barbosa, diretor da empresa, a principal vantagem em atender essas pessoas com o nome inscrito nos serviços de proteção ao crédito “é ter mais um parceiro oferecendo serviços e produtos na plataforma”.

 

“Ao desfrutar dos serviços e produtos oferecidos pela plataforma, sem uso de dinheiro em espécie, esse novo associado irá, por meio do serviço ou produto que ele tem a oferecer, pagar o empréstimo que fez em X$ e acumular mais recursos”, esclarece o diretor da XporY.com .

 

Questionado sobre o risco de ter pessoas que façam o empréstimo feito em X$ e depois não paguem. Rafael argumenta: “o risco existe mas quando a pessoa tem o valor para pagar dificilmente ela irá deixar de quitar ou repassar os X$ para o fornecedor”.

 

O diretor da XporY.com esplica, porém, que a plataforma adota sim algumas medidas protetivas contra possíveis inadimplentes. “Temos um regulamento no qual existem normas e regras a serem seguidas e caso não sejam obedecidas, está previsto que podemos acionar a pessoa judicialmente. Mas felizmente, até o momento, não houve a necessidade”, conta Rafael.

 

Cadastro

 

Para uma pessoa ou empresa utilizar o empréstimo é necessário fazer o cadastro no portal da XporY.com. Depois esse novo usuário poderá usar qualquer produto ou serviço oferecido na plataforma e terá até 90 dias para pagar o crédito que recebeu com seu serviço ou produto. Caso o débito não seja pago por meio da permuta, ele deverá ser feito em dinheiro.

 

Rafael Barbosa afirma que o empréstimo em X$ é uma forma de facilitar a vida de pessoas ou empresas que estejam com restrição de crédito, possam ter o poder de compra para necessidades mais imediatas como reparos em imóveis, produtos de papelaria e cuidados pessoais pessoais, como serviços de salão de beleza.

 

Segundo Rafael, o Empréstimo em X$ tem também o objetivo de apresentar a Plataforma XporY.com para mais pessoas empresas e pessoas, que poderão conhecer as vantagens do sistema de permutas multilaterais. “Um exemplo: se você deve 10 mil X$ de um empréstimo a vantagem é que você terá três meses para quitar em X$ sem ter que pagar nenhum juro, além de não ter que se dispor de dinheiro em espécie para sanar a dívida.”

 

Sobre a XporY.com

 

A XporY.com é uma startup criada em 2014 com o objetivo de promover a economia colaborativa, mostrando uma outra alternativa para profissionais e empresas gerarem valor com seus serviços e produtos. A empresa surgiu graças ao incentivo do programa Tecnova, da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Goiás (Fapeg) e graças a Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), em âmbito federal.

 

Na XporY.com tudo é negociado em X$. Os créditos na moeda digital podem ser consumidos com qualquer produto ou serviço oferecidos por seus associados, sem o uso de reais. “Os profissionais continuam produtivos, as empresas mantém o seu giro de estoque e, de quebra, aumentam seu poder de compra. Sem falar que a XporY.com também funciona como uma vitrine para a empresa ou o profissional.