A má alimentação é uma das principais causas de mortes do mundo. Segundo estudo da revista científica britânica The Lancet, cerca de 11 milhões de mortes por ano estão relacionadas com uma dieta rica em calorias, sal, açúcar e gordura. Desse total, 10 milhões foram resultado de doenças cardiovasculares, 913 mil de cânceres e 339 mil de diabetes tipo 2.

Os números mostram uma situação crítica que ganha ainda mais importância agora, momento em que o mundo se une para conter o avanço do coronavírus. A alimentação equilibrada, rica em nutrientes, é uma das aliadas nesta batalha, segundo a nutricionista Maíra Azevedo. Recentemente o Conselho de Nutrição liberou a realização de consultas onlines no Brasil para contribuir com a disseminação das boas práticas alimentares. Tão importante é o assunto, que o País comemora em 31 de março, o Dia da Saúde e Nutrição.

A orientação adequada por um nutricionista para promover uma reeducação alimentar alinhada às reais necessidades de cada indivíduo é importante, bem como o investimento em produtos mais naturais, como menos conservantes, sódio e açúcar, por exemplo. Porém, muitas vezes não há dinheiro disponível para tal investimento. Pensando em facilitar o acesso da população, nutricionistas oferecem seus serviços na plataforma de permutas multilaterais XporY.com

Por meio de um banco de troca online é possível que empresários e profissionais liberais façam trocas de seus produtos e serviços por consulta com nutricionistas, aquisição de produtos naturais e refeições saudáveis, além de outros produtos e serviços relacionados à saúde, qualidade de vida e alimentação balanceada.

Segundo o especialista em economia compartilhada e fundador da plataforma de permutas multilaterais X por Y, Rafael Barbosa, empresas e profissionais liberais podem se cadastrar na plataforma gratuitamente e oferecer produtos e serviços a outros clientes que também fazem parte do sistema. “Quem anuncia, vende seus produtos e serviços para novos clientes e recebe pagamento em moeda digitai chamada X$, que tem valor equivalente ao Real. Com elas, é possível adquirir outros serviços e produtos da plataforma sem a necessidade de envolver dinheiro na transação”, explica.

A nutricionista Maíra Azevedo é uma das associadas à plataforma de permutas multilaterais e oferece consultoria alimentar com atendimento individualizado por meio de troca, inclusive online. Ela ressalta a relevância da iniciativa neste momento de combate à pandemia Covid-19. “Agora, mais do que nunca, é extremamente importante nutrir o corpo para fortalecer a imunidade. Minha dica é investir na comida de verdade, eliminando os alimentos muito processados do cardápio”, afirma.

Ela ressalta que, além de beneficiar quem busca atendimento profissional, o sistema de permutas também favorece o ofertante, principalmente para alavancar o negócio. “Estou na XporY.com há cerca de dois anos. Além de ajudar com a renda extra, a plataforma contribui para divulgar os serviços e formar uma rede de contatos”, destaca a profissional.

Sobre a XporY.com

Criada em 2014, o bando de troca X por Y conta hoje com mais de 8 mil associados e tem como objetivo promover a economia colaborativa, mostrando uma alternativa para profissionais e empresas gerarem valor com seus serviços e produtos. “Os profissionais continuam produtivos, as empresas mantêm o seu giro de estoque e, de quebra, aumentam seu poder de compra. Sem falar que plataforma também funciona como uma vitrine para a empresa e para o profissional autônomo”, explica Rafael Barbosa.

Um diferencial da X por Y, em relação a outras plataformas de permuta, é a ausência de custo na adesão, ou seja, os participantes não têm que pagar para entrar na rede e nem um valor mensal ou anual como manutenção. Somente na hora de consumir, é que se paga uma taxa de 10% em reais sobre o valor da compra, ou seja, quem negocia seu produto ou serviço na XporY.com também não paga nada. O cadastro gratuito pode ser feito pelo portal ou aplicativo da startup.